Vídeos

  • Ex-presidente avisa que o PT fará alianças para as eleições, diz que está disposto ao diálogo e rechaça as comparações com o bolsonarismo. Ele lembra que governou com a sociedade e alerta que o país está sob o comando do ministro da Economia: “O Guedes é que corta salários, corta direitos”, acusa
  • Na reunião do Diretório Nacional do PT, ex-ministro da Saúde acusa Bolsonaro de abandonar o povo e não repassar recursos a estados e municípios para enfrentar o Covid-19. Ele estima que país terá 120 mil óbitos e que, mesmo militarizado, Ministério da Saúde está ausente na gestão da crise sanitária
  • https://www.facebook.com/gleisi.hoffmann/videos/1164678367214135/
    Em debate promovido pela rede CNN, presidenta do PT defende investigações sobre supostos desvios na compra de equipamentos para o combate ao coronavírus, mas adverte: Polícia Federal não pode ser usada como instrumento político. A parlamentar também cobra ação no combate à pandemia. “Brasil está entre os primeiros lugares de mortes por dia e tudo o que o presidente da República diz é ‘e daí?'”
  • “Vi o Guedes dizendo que as reservas internacionais deixadas pelo PT vão render R$ 500 bilhões de reais ao Tesouro. Se não fosse por isso o país não estava conseguindo importar um palito de dente”, disse o ex-presidente em entrevista de rádio
  • https://www.youtube.com/watch?time_continue=2&v=npVThPUWQgo&feature=emb_logo
    Em entrevista, o ex-prefeito diz que pequenos negócios não podem ser abandonados pelo governo e volta a criticar Bolsonaro pela condução da crise sanitária. E alerta: o presidente cultiva o sonho de impor uma ditadura. “Eu tenho a convicção de que ele vai exercer o poder absoluto, se puder. Ele não é um democrata”
  • Mais de 400 organizações sociais, juristas e personalidades públicas, além do PT, PCdoB, PSOL, PSTU, PCB, PCO e UP, apresentam às 11h pedido de abertura de processo de afastamento de Bolsonaro por crimes de responsabilidade, incluindo atentado à saúde pública durante crise do coronavírus
  • Ex-presidente da República aborda a crise sanitária e o enfrentamento da pandemia e diz que Bolsonaro erra ao insistir na venda empresas estatais num momento em que investidores têm aversão a apostar no Brasil. Ele insiste que o governo tem de garantir renda à população. E prega: “Precisamos juntar todas as pessoas para defender a democracia e lutar contra o fascismo”
  • Em entrevista ao jornalista Mino Carta, diretor da ‘Carta Capital’, o ex-presidente da República avalia que Bolsonaro comete crime de responsabilidade ao desrespeitar a ciência e fazer campanha aberta contra políticas de prevenção à proliferação da doença. A íntegra da entrevista sai na próxima edição da revista
  • Em entrevista à emissora argentina de televisão C5N, o ex-presidente da República acusa Bolsonaro de ofender a todos e de manter uma política econômica e sanitária suicidam, alertando que o país ruma para um desastre. “Não é possível que a gente ainda siga vendo, dia a dia, as pessoas morrerem pela pandemia”, destacou