Área PT
Posts arquivados em

Crise

  • Presidente da Fundação Perseu Abramo, Aloizio Mercadante critica falta de planejamento de Bolsonaro para enfrentar a pandemia do Covid-19. Ele avalia que o presidente subestima pressão popular para garantir a imunização geral. “Quando mais os outros países acelerarem a vacinação, mais difícil vai ser a situação do Bolsonaro e do governo”, avalia.
  • A explicação para o iminente desastre dos candidatos de Bolsonaro é o seu governo submisso aos bancos. Sem propostas para a saída da crise, e diante da inflação que atinge os mais pobres, com desemprego recorde e avanço da Covid-19 no país, a tropa bolsonarista nos municípios não empolga e patina na disputa pelas prefeituras. “Trinta por cento querem, outros 70% dos eleitores não. Como que se ganha eleições se 70% não votam em você?”, questiona Marcos Coimbra
  • Surfando na incompetência de Paulo Guedes, o governo consegue um feito: piorar as condições de trabalho da maioria da população. Enquanto isso, empresas multinacionais se preparam para fazer demissões. A máquina de desemprego do Planalto vai bater recorde em 2020, ampliando o número de trabalhadores sem carteira assinada e aumentando a desigualdade. País já tem 27 milhões de trabalhadores que não procuram ocupação
  • Neste 7 de Setembro, o ex-presidente da República se coloca à disposição do país e defende novo contrato social em que a economia esteja a serviço dos brasileiros e não de uma minoria. “O essencial hoje é vencer a pandemia, defender a vida e a saúde do povo. É pôr fim a esse desgoverno e acabar com o teto de gastos que deixa o Estado brasileiro de joelhos diante do capital financeiro nacional e internacional”, aponta
  • Líder do PT no Senado critica o governo Bolsonaro pela omissão e por agravar os efeitos da crise sanitária sobre a sociedade brasileira. “Essa crise econômica não foi causada pela pandemia do coronavírus. Ela foi aprofundada e vai se radicalizar. A crise é anterior, começou com o golpe contra a Dilma e o governo de Temer. O modelo neoliberal e de estado mínimo não dá as respostas e soluções que o povo precisa, e que o crescimento do país exige”
  • Na maior crise sanitária da história da humanidade em 70 anos, os dois gigantes das Américas sofrem pela omissão criminosa de Bolsonaro e Trump. Ambos dividem seus países, desrespeitam a democracia e ameaçam usar a força contra seus povos, causando espanto na comunidade internacional, na imprensa mundial e também nas Nações Unidas. As instituições democráticas das duas nações estão sendo severamente testadas
  • Líderes do PT avaliam que foco na crise brasileira deve ser a proteção da vida, do emprego e da renda das pessoas. Reconstrução passa pela saída do presidente da República e convergência de forças para combater escalada autoritária do bolsonarismo. “A gente quer tirar o Bolsonaro pra defender a vida”, disse Lula