Robinson Almeida

O deputado Robinson Almeida (PT-BA) assumiu mandato na Câmara no dia 25/1/2017. Ele afirmou que a prioridade na sua atuação parlamentar como deputado federal é a defesa da Bahia, do povo brasileiro e do restabelecimento da democracia no país.

Robinson assumiu o mandato parlamentar em decorrência da nomeação do deputado federal Fernando Torres (PSD) para a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SEDUR), na reforma administrativa feita pelo governador Rui Costa.

O novo parlamentar disse fará forte oposição à reforma da Previdência. A democratização da comunicação, a defesa do esporte como fator de inclusão social, o fortalecimento da agricultura familiar e a agenda de direitos, da segurança pública, são outras bandeiras com as quais Robson Almeida está comprometido.

Ex-Secretário Estadual de Comunicação da gestão Jaques Wagner, Robinson Almeida exerceu o cargo de Chefe de Gabinete da Secretaria-Geral da Presidência da República e também no Ministério do Trabalho e Previdência Social, a convite do então ministro Miguel Rosseto. Voltou à Bahia após o golpe do impeachment contra Dilma Rousseff.

Quinto dos oito filhos de Ataíde Vaz Almeida e Nair Santos Almeida, Robinson Almeida nasceu em Jequié, em 16 de março de 1965 e passou boa parte da infância e da adolescência no município de Santo Antônio de Jesus, cidade que também se considera filho. No início da década de 1980, foi estudar na capital baiana.

Iniciou na militância política ainda durante o movimento estudantil da Escola Técnica Federal da Bahia, período em que formou-se no curso de Eletrotécnica e, posteriormente, em Engenharia Elétrica na Universidade Federal da Bahia (UFBa).

Portando ideais de justiça social, nos idos dos anos 80, ingressou no Partido dos Trabalhadores e foi um dos seus principais organizadores no estado. Sempre direcionou sua trajetória pessoal e práticas profissionais a partir de um compromisso com um projeto de transformações para Bahia e para o Brasil. A partir da década de 90, atuou como dirigente estadual e nacional do PT, exercendo funções na área de Comunicação. Foi assessor parlamentar nas Câmaras de Vereadores de Salvador e dos Deputados, em Brasília, ao lado do Senador Walter Pinheiro.

Em 2007, deixou os bastidores da política e, à convite do governador da Bahia, Jaques Wagner, chefiou a então Assessoria Geral de Comunicação do Estado (Agecom), que deu origem à atual Secretaria de Comunicação (Secom), a qual esteve à frente até o dia 4 de abril de 2014.