• Governadores e prefeitos duelam com o governo para vacinar população enquanto o Conselho Nacional de Secretários de Saúde pede toque de recolher em todo país, que já bateu recorde da média de mortes pelo quinto dia seguido. Governador do Piauí e presidente do Fórum de governadores Wellington Dias cobra agilidade do governo para liberar vacinas e medidas para frear a disseminação do vírus. “Queremos medidas nacionais, estamos em vias de um colapso nacional na rede hospitalar”, alerta Dias
  • Após o STF aprovar a compra de vacinas contra a Covid-19 por estados e municípios, mesmo as que não têm registro na Anvisa, gestores estaduais já negociam a aquisição de imunizantes com os laboratórios fabricantes. Governos petistas também estão empenhados na compra de vacinas dos laboratórios Sinovac, Astrazeneca/China e Astrazeneca/Serum-Índia, além da Sputinik V, da União Química.
  • Em entrega simbólica das vacinas em Guarulhos, governadores defenderam aplicação imediata das imunizações, cujo início estava previsto para quarta-feira (20). “É só o começo de uma caminhada que vamos vencer juntos, com a ajuda da ciência e de todos aqueles que lutaram contra a pandemia durante quase um ano no Brasil”, afirmou o governador do Piauí, Wellington Dias. Em nome do Fórum de governadores, Dias cobrou do governo federal um cronograma de vacinação para os próximos meses
  • Segundo o governador do Piauí, Wellington Dias, a tendência é que mais estados renovem a medida por necessidade. Os governadores querem que a União também prorrogue o “estado de calamidade” para viabilizar a extensão de auxílios, como o emergencial. “Ainda há tempo de evitar o caos sanitário e social em 2021″, defendeu a deputada federal (PR) e presidenta do PT, Gleisi Hoffmann, reforçando a iniciativa dos governadores
  • Conferência organizada pela SNAI em plataforma virtual pretende retomar o Fórum Nacional de Prefeitas e Prefeitos e debater governabilidade com os petistas eleitos/as em 2020, segundo o secretário Joaquim Soriano. O evento contará com a participação do ex-presidente Lula, da presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, do governador do Piauí, Wellington Dias e de Fernando Haddad, além de outras lideranças e parlamentares petistas
  • Operação deflagrada nesta segunda-feira por agentes federais realiza buscas nas residências de Wellington Dias e seus familiares. PF desenterra denúncia antiga e promove abuso de autoridade, na mais descarada tentativa de constranger a oposição. Governador tem sido uma voz crítica à omissão do presidente da República no combate à pandemia do Covid-19 e alertado para a falta de colaboração do governo federal com os estados. Em abril, Damares anunciou perseguição a adversários do Planalto
  • Em nota, a presidenta Gleisi Hoffmann e os líderes Enio Verri e Rogério Carvalho condenam a perseguição política promovida contra o governador Wellington Dias e a deputada Rejane Dias. “A invasão das residências do governador e de seus familiares pela Polícia Federal, além da tentativa ilegal de invadir o gabinete da deputada Rejane, é uma notória operação midiática de perseguição e destruição de imagem pública”
  • Ao atrasar medidas de apoio à população e abandonar estados e municípios, o governo está claramente agindo para produzir uma convulsão social no país, denuncia o governador do Piaui, Wellington Dias (PT). Em reunião do Diretório Nacional do PT, ele e os governadores Rui Costa (BA) e Fátima Bezerra (RN) cobram aprovação do pacote de ajuda financeira