A deputada estadual Zeidan (PT) foi eleita com 60.810 mil votos para a legislatura 2015-2019, sendo a mais votada do Partido dos Trabalhadores do Rio de Janeiro e com votação distribuida em 60 regiões do Estado. A petista vai exercer seu primeiro mandato na Alerj e defende um parlamento aberto e mais próximo do povo.

Jornalista e psicóloga, filha de nordestinos, nascida no Rio de Janeiro, mãe de Felipe e Diego, ela é casada com Washington Siqueira (Quaquá), prefeito de Maricá que conheceu também como militante petista. Formada em Psicologia e Jornalismo, é a atual presidente do Partido dos Trabalhadores em Maricá, cidade onde mora.

Na Alerj, Zeidan preside a Comissão de Assuntos Urbanos, Habitação e Assuntos Fundiários, para estar cotidianamente ao lado do povo que luta por terra, casa, trabalho, respeito e dignidade. Seu mandato será um instrumento importante para o avanço das lutas da população mais sofrida e por reformas sociais, em especial, a urbana e agrária. Neste primeiro mês de atuação já apresentou quatro projetos de lei: o da cobrança da conta d’agua com desconto para quem não recebe pela Cedae; o que permite que pessoas em união homoafetiva possam se inscrever nos programas estaduais de habitação,sejam eles quais forem;o que reserva 15% dos recursos do Fundo Esadual de Habitação de Interesse Social para a população jovem e o que obriga as universidades públicas a divulgarem, também na imprensa, suas seleções para as pós graduações.

Zeidan participa também da Comissão de Assuntos Municipais e Desenvolvimento Regional; da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher e é suplente na Comissão de Assuntos da Criança, do Adolescente e do Idoso; na Comissão de Educação e na Comissão de Tributação e Controle da Arrecadação Estadual

Militante do Partido dos Trabalhadores, trabalhou também no Diretório do PT no Rio de Janeiro, durante 13 anos, e militou na corrente de orientação marxista de tradição maoísta: a Força Socialista.

Em 2010, assumiu a Secretaria Municipal de Direitos Humanos, em Maricá, que não existia até então, e foi criada na gestão do PT. No ano seguinte, comandou a Secretaria Executiva da Prefeitura da cidade, um município que se desenvolveu e que hoje é um exemplo do modo petista de governar, destacado pelo Presidente Nacional do PT, Rui Falcão na reunião da Executiva como um modelo a ser levado a outras cidades.

Entre as medidas que transformam Maricá, a que vem se destacando até o momento é a adoção da TARIFA ZERO, depois da criação da Empresa Pública de Transportes que enfrentou o lobby dos empresários de ônibus ( algo que o Movimento Passe Livre reivindica em diversas cidades do país e que levou às manifestações de junho de 2013).

Outras medidas importantes, das quais Zeidan participou da criação na gestão do PT em Maricá, foram a criação da moeda social local, a Mumbuca, cujo objetivo é erradicação da pobreza no município; a implantação dos Centro de Artes e Esportes Unificados (CEUs); e conseguir vencer a disputa para levar o campus do Instituto Federal do Rio de Janeiro para Maricá, graças à doação da área pela Prefeitura.