Área PT
Posts arquivados em

deputado Enio Verri

  •  De acordo com o ministro Paulo Guedes, que voltou a ser chamado de “Posto Ipiranga” por Bolsonaro, o governo está examinando como reduzir a tributação do setor elétrico e do combustível. “O peso do estado é muito grande. A orientação do presidente desde o início é vamos desonerar, reduzir, simplificar, tirar o Estado do povo”, como registrou o Ministério da Economia em seu perfil de Twitter, depois retirado do ar
  • À frente das bancadas, o senador Rogério Carvalho (PT-SE) e o deputado Enio Verri (PT-PR) se destacaram na função de lideranças. Nesse período, no ambiente da pandemia, enfrentaram a disputa em torno de temas econômicos, de direitos humanos, ambientais, sociais e culturais, como a Lei Aldir Blanc. Entre as vitórias, estão a garantia de R$ 600,00 para o auxílio emergencial, apoio financeiro aos estados e 100% dos recursos do Fundeb
  • Os crimes, segundo o líder da Minoria na Câmara dos Deputados, José Guimarães (CE), estão previstos em sete normas previstas na Constituição e na Lei do Impeachment, de 1950. “O pedido de impeachment está embasado no direito supremo à vida”, afirmou. Ele citou como exemplo as mortes ocorridas em Manaus por asfixia de pacientes de Covid que não tiveram oxigênio por incompetência e insensibilidade do governo federal
  • “O ex-prefeito de São Paulo decidiu não colaborar mais com o impresso pela linha editorial ditada pela família Frias, que mantém a sua perseguição descabida contra o Partido dos Trabalhadores e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva”, afirma a nota assinada pelo líder da bancada, deputado Enio Verri
  • “Para o Brasil, é um alerta sobre o que ainda pode acontecer de pior aqui, se não for contido o autoritarismo de Bolsonaro e suas milícias, se continuarem sendo toleradas as violações à liberdade e aos direitos”, advertiu Lula. “O que acontece lá serve de exemplo para que afastemos o fascismo e o retrocesso daqui”, convocou a presidenta do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR). Parlamentares petistas no Senado e na Câmara também repudiaram a invasão
  • A ação pede investigação sobre a atuação da Abin no caso das “rachadinhas’ e pede o afastamento imediato do chefe da Abin, Alexandre Ramagem. Os parlamentares afirmam que o chefe da Abin cometeu atos ilícitos de desvio de finalidade e abuso de poder para proteger o senador Flávio Bolsonaro. Assinam a ação os deputados federais Enio Verri (PT-PR), Gleisi Hoffmann (PT-PR), Paulo Pimenta (PT-RS) e Natalia Bonavides (PT-RN). A ação reafirma medida adotada pela partido no início da semana junto ao STF.
  • A nota da Bancada do PT na Câmara destaca que “é nossa responsabilidade, neste momento em que Bolsonaro tenta tomar de assalto o Parlamento, somar forças com todos e todas que se dispõem a barrar tal pretensão autoritária”. O PT vai construir com os partidos de oposição um programa e um nome para presidência da Casa. 11 partidos divulgaram documento de unidade em torno da defesa da democracia
  • Em artigo, o líder da bancada do PT na Câmara dos Deputados, Enio Verri, defende que a ampliação do Mais Bolsa Família atenderá muito mais pessoas, com mais recursos, e crítica os ataques do governo. Para Verri, “punir os mais pobres e vulneráveis eliminando o principal instrumento de superação das condições de pobreza e extrema pobreza é injusto, é mesquinho, é cruel”
  • 1
  • 2