Humberto Costa anuncia medidas contra deputado machista Arthur do Val

Do Val deverá ser convocado a explicar manifestações misóginas em relação às mulheres ucranianas na Comissão de Direitos Humanos do Senado. Deputado estadual poderá sofrer sanções na Alesp

Foto: Alessandro Dantas

Costa anunciou que uma Moção de Repúdio será encaminhada à Alesp para apuração dos fatos

O senador Humberto Costa (PT-PE) anunciou nesta segunda-feira (7), na reunião da Comissão de Direitos Humanos (CDH), a apresentação de duas iniciativas em decorrência das declarações misóginas, machistas e atentatórias à dignidade humana feitas pelo deputado estadual, Arthur do Val, contra as mulheres ucranianas.

A primeira iniciativa é um requerimento de convocação do deputado para prestar esclarecimentos aos membros da CDH. A segunda iniciativa é a apresentação de uma Moção de Repúdio, que será encaminhada à Assembleia Legislativa de São Paulo, pedindo a devida apuração dos fatos e a aplicação das sanções necessárias que, inclusive, podem culminar na cassação do mandato.

“O senhor Arthur do Val afirmou que iria para a Europa prestar apoio ao povo castigado pelos reflexos da guerra. No entanto, o que vimos foi uma declaração violenta, atentatória às mulheres de todo o mundo. E o mais grave: trata-se de um parlamentar, eleito pelo povo de São Paulo, que tem um mandato a honrar e satisfação a prestar aos seus eleitores”, disse o senador.

Na avaliação de Humberto Costa, o ato praticado por Arthur do Val representa crime e, desta forma, não pode ficar impune. O senador afirmou, ainda, que as manifestações do deputado estadual mostram total desconhecimento da real dimensão do sofrimento humano.

“Sabemos que é algo corriqueiro nas guerras a utilização da violência sexual como arma de desmoralização dos adversários. Todos lembramos, em todas as guerras, de denúncias de estupro, de violação às mulheres. É uma forma de desmoralizar as mulheres e é tão agressiva quanto a guerra que destrói esses países, deixando traumas gigantescos para essas mulheres, salientou o senador.

O senador Flávio Arns (Podemos-PR), colega de partido do deputado, classificou como “inaceitável” as manifestações de Arthur do Val. Ele disse esperar que a Alesp conclua o processo de investigação com a cassação do mandato parlamentar e a “expulsão sumária” da legenda.

“O que ele realizou é algo inaceitável sob qualquer ponto de vista. Menosprezar, desconsiderar, diminuir, desvalorizar, se aproveitar e todas as outras palavras que se queira usar. Oxalá, a Alesp termine esse processo com a cassação desse deputado. Ao mesmo tempo, ele é do partido ao qual pertenço. O Podemos não pode aceitar, de maneira alguma, uma figura dessa natureza em suas fileiras. Tanto que já pedimos a expulsão sumária desse sujeito do partido”, destacou.

Em áudios que circularam pelas redes sociais na última sexta-feira (4), Arthur do Val, também conhecido como Mamãe Falei, dá declarações machistas e misóginas sobre as mulheres ucranianas. Em uma delas, ele chegou a afirmar que as mulheres ucranianas são “fáceis, porque são pobres”.

Do PT no Senado

Tópicos:

LEIA TAMBÉM:

Mais notícias

PT Cast