Elisângela dos Santos Araújo

Elisângela dos Santos Araújo é agricultora familiar natural de Valente, no semiárido do nordeste baiano, estado onde iniciou sua militância nas comunidades de base rurais ligadas à Teologia da Libertação da Igreja Católica. Tornando-se uma liderança regional das mulheres trabalhadoras rurais, foi presidenta do SINTRAF de São Domingos, e Diretora Estadual da CUT-Bahia como Secretaria de Organização Sindical.

Na CUT Nacional ocupou a Diretoria Executiva por três mandatos e foi Secretária-Geral do Departamento Nacional dos Trabalhadores Rurais (DNTR/CUT). Em 2003 assumiu a coordenação do escritório da CUT Nacional em Brasília, onde atuou na construção do Projeto Sindical da Agricultura Familiar. No mesmo ano passou a representar a entidade como Conselheira Nacional do CONSEA (Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional), contribuindo com a implementação e coordenação de programas sociais, a exemplo do Fome Zero.

Em 2005 é eleita Coordenadora Geral da FETRAF-BRASIL/CUT (Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Brasil), sendo reeleita em 2009. Em 2013 assume a Secretaria-Geral da Fetraf-Bahia/CUT.

Sócio-fundadora do Instituto Lula, foi candidata a deputada-federal pelo estado da Bahia em 2018, recebendo 64.239 votos, sendo suplente para assumir uma vaga na Câmara Federal na atual legislatura (2019-2022).

Atualmente é Coordenadora de Formação e Educação Profissional da CONTRAF-Brasil/CUT (Confederação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar), e coordena o Fórum Baiano da Agricultura Familiar, atuando ainda como assessora no mandato do Senador Jaques Wagner na Bahia.

Elisângela é integrante do Coletivo Agrário Nacional do PT desde 2012 e em 2020 assume a Secretaria Agrária Nacional do partido, substituindo o Deputado Federal Patrus Ananias.