Posts arquivados em

Argentina

  •  A Argentina autorizou em “caráter de emergência” o uso da vacina russa Sputnik V nesta semana, após acordo para fornecimento de 25 milhões de doses. No Brasil, Bolsonaro diz “não dar bola pra isso”. Para dar exemplo, o presidente Alberto Fernández será o primeiro a tomar a vacina
  • Os ex-presidentes mantinham amizade próxima com o grande jogador de futebol argentino, um dos maiores fenômenos do esporte de todos os tempos, que esteve com os dois líderes nos momentos mais duros. “Foi um gigante do futebol, da Argentina e de todo o mundo, um talento e uma personalidade única”, disse Lula. “Maradona foi um incansável defensor dos pobres, da luta contra a desigualdade na Argentina, no Brasil e em toda a América Latina”, lembrou Dilma
  • No Brasil, Bolsonaro e os aliados – como DEM e PSDB, além do Centrão – fazem o jogo do mercado e querem poupar os ricos na reforma tributária. Mercadante diz que a Argentina acerta ao mirar o andar de cima para enfrentar a crise fiscal. “O único setor que pode contribuir para o enfrentamento da crise é quem nunca contribuiu”, aponta presidente da Fundação Perseu Abramo. Líderes petistas lembram que medida está no projeto de reforma tributária apresentada pelas oposições ao Congresso e é peça importante do Plano de Reconstrução e Transformação do Brasil
  • Aposta do líder da extrema-direita brasileira na adesão a qualquer custo aos interesses dos EUA expõe o agronegócio. O risco é que a compra de produtos como a soja seja vetada no futuro pelo gigante asiático. Enquanto isso, Pequim fecha acordos comerciais com a Argentina e Tanzânia para ter alternativas, ao mesmo tempo que reforça aliança com a Rússia para adquirir o “feijão chinês” plantado na Sibéria. China responde por 68% do superávit da balança comercial brasileira. Salto positivo ultrapassa US$ 28,8 bilhões, e déficit com os EUA chega a US$ 3,1 bilhões
  • “Recuperamos recursos para que muitos argentinos possam ter suas casas, para que muitos empreendedores tenham acesso ao crédito para aumentar a produção e recuperar o emprego”, comemorou o presidente argentino. Pelo acordo, Argentina pagará a credores privados US$ 54,8 para cada US$ 100 em dívidas, o que permitirá ao país economizar quase R$ 40 bilhões nos próximos anos.
  • “Temos um governo que adora organizar milicianos, um governo que gosta de trabalhar com milicianos”, disse em entrevista à Rádio Con Vos, da Argentina. Aos argentinos, Lula afirmou que a principal preocupação do atual governo é facilitar o uso de armas. Lula também destacou que “Bolsonaro não disse ao que veio”, ao ser questionado sobre a situação do país diante da pandemia
  • Apostilas de Bolsonaro e Araújo têm conteúdo claramente racista e sexista, fazem acusações ofensivas a adversários do atual governo, como o ex-presidente Lula, a movimentos sociais, como o MST, e a nações soberanas, como a Argentina, numa evidente corrupção do conteúdo didático
  • Em entrevista à emissora argentina de televisão C5N, o ex-presidente da República acusa Bolsonaro de ofender a todos e de manter uma política econômica e sanitária suicidam, alertando que o país ruma para um desastre. “Não é possível que a gente ainda siga vendo, dia a dia, as pessoas morrerem pela pandemia”, destacou
  • Países passam a externar preocupação redobrada com o descaso de Bolsonaro com a crise sanitária, porque o presidente brasileiro não só ignora o vírus como aprofunda o caos da saúde em outras nações. Presidente da Argentina diz aos colegas do Chile e do Uruguai que Bolsonaro representa um risco a todos