Jilmar Tatto: A população do Brasil e de São Paulo quer mudança

Para o secretário nacional de Comunicação, Lula e Haddad aparecem na frente das pesquisas porque o povo percebeu que o PT é capaz de combater a carestia, a desigualdade, a fome e o desemprego

Divulgação

Tatto também é candidato a deputado federal, para ajudar Lula a governar (foto: Divulgação)

O secretário nacional de Comunicação do PT, Jilmar Tatto, avaliou, nesta sexta-feira (30), em entrevista ao Jornal PT Brasil, que o desejo de mudança da população deve levar às vitórias de Lula na eleição nacional e de Fernando Haddad na disputa para governador de São Paulo.

“Ontem (quinta-feira), o Datafolha mostrou 41% dos votos válidos para Haddad. Isso mostra que o povo do estado de São Paulo quer mudança. Indica uma fadiga, um cansaço em relação ao PSDB e a João Dória e Rodrigo Garcia”, analisou Tatto.

E completou: “Tudo indica que, aqui no estado de São Paulo, Lula vai ganhar, e a gente espera que ganhe no Brasil no primeiro turno. E e o Haddad irá bem no primeiro turno e, aí sim, no segundo turno, temos grandes chances de ganhar, além do Brasil, o estado”.

Carestia, fome e desemprego

Para Tatto, que além de coordenar a campanha de Haddad, é também candidato a deputado federal com o número 1380, o ótimo desempenho das duas campanhas se deve ao fato de o PT ter mostrado ao povo que é capaz de resolver o grandes problemas que afetam hoje os brasileiros.

“Nós acertamos na política, quando falamos da vida do povo, da carestia, da desigualdade, da fome, do desemprego, da falta de perspectiva. Isso fez com que nos sintonizássemos cada vez mais com a população brasileira”, analisou.

O presidente Lula é mestre nisso, em falar numa linguagem direta e mostrar que é possível você ter um país melhor, decente. A campanha toda ele falou do passado dele, do legado, de tudo que foi feito em todas as áreas, e, ao mesmo tempo, apontando uma perspectiva de melhoria de vida dessa população.

Na entrevista (assista a íntegra abaixo), Tatto ainda falou dos planos de fortalecimento da política de comunicação do PT e explicou que deseja ser deputado para ajudar Lula a governar. “Temos muitas coisas a fazer”, ressaltou, citando como exemplos o combate à fome, o aumento do salário mínimo, a correção da tabela do Imposto de Renda, a geração de empregos, a volta do Minha Casa Minha Vida e do Mais Médicos e a recuperação da indústria nacional.

Da Redação

Tópicos:

LEIA TAMBÉM:

Mais notícias

PT Cast