Resultados da busca por: campanha de vacinação contra Covid-19

Covid-19: Brasil chora 250 mil mortos. Mundo tem queda de casos e óbitos

Um ano após chegada da pandemia no país, negligência de Bolsonaro deixa um saldo de mortos que equivale a cinco vezes as vítimas da Guerra do Paraguai. “Tínhamos tudo para ter enfrentado de frente a pandemia e salvado vidas. Hoje temos 250 mil mortos e uma política genocida que nos coloca em um dos últimos lugares no combate mundial à pandemia”, lamenta o deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP). “Todo o mundo vai testemunhar a devastação épica que o SARS-CoV-2 pode causar quando nada é feito de verdade para contê-lo”, adverte o neurocientista Miguel Nicolelis

Covid-19: Brasil chora 250 mil mortos. Mundo tem queda de casos e óbitos

Nova cepa identificada em pelo menos 10 estados  agrava crise sanitária

Brasil ultrapassa 240 mil mortes com alto platô de mais de mil vítimas fatais diárias por quase 30 dias, enquanto o mundo apresenta queda de 10% de óbitos na última semana, segundo a OMS. Estados sofrem por falta de vacinas e variação do vírus ameaça controle do surto. “Manaus tem o potencial para se tornar um risco global”, alerta a especialista da OMS, Cristiana Toscano. Confederação Nacional dos Municípios (CNM) pede demissão de Pazuello

Nova cepa identificada em pelo menos 10 estados  agrava crise sanitária

Sem dizer de onde virá vacina contra a Covid-19, Pazuello vende ilusões

Em sessão no Senado, ministro da Saúde volta a admitir despreparo ao afirmar que o  governo terá “muita dificuldade de coordenar as ações” no país. Plano de vacinar toda a população até o fim do ano não detalha cronograma nem quais imunizantes serão utilizados. Senador Rogério Carvalho (PT-SE) criticou duramente a morosidade da Saúde no processo.”O risco é, ao demorar ao vacinar, já ter uma cepa não suscetível à vacina”, cobrou o senador. País pode demorar até quatro anos para concluir imunizações, apontam especialistas

Sem dizer de onde virá vacina contra a Covid-19, Pazuello vende ilusões

Solidariedade e luta pela renda emergencial marcam “Fora, Bolsonaro!” neste sábado

Pelo terceiro final de semana consecutivo, militantes das frentes populares, partidos de oposição, centrais sindicais e movimentos sociais tomam as ruas e as periferias de capitais e cidades brasileiras para protestar contra o governo Bolsonaro. Desta vez, o objetivo central da mobilização nacional é levar solidariedade e apoio à população mais vulnerável que sofre com os efeitos da pandemia e da crise econômica que aflige o Brasil

Solidariedade e luta pela renda emergencial marcam “Fora, Bolsonaro!” neste sábado

PT Cast