Posts arquivados em

Banco Central

  • Representação na Procuradoria-Geral da República (PGR), assinada pelos deputados Enio Verri (PT-PR) e Afonso Florence (PT-BA) pede esclarecimentos sobre live realizada entre a Diretoria do Bacen e a Diretoria do Banco Itaú, no dia 6/11, por supeita de “vazamento” de informações privilegiadas. Os deputados também apresentaram requerimento para convocar e convidar as autoridades para que esclareçam à Câmara dos Deputados sobre a denúncia
  • A taxa do IPCA acelerou para 0,86% em outubro e sinaliza que o dragão está acordado, mesmo no meio da maior recessão da história do Brasil. Os preços da comida da cesta básica estão em alta descontrolada desde o início do ano: óleo de soja disparou 77,69%; arroz, 59,48%; e feijão fradinho, 58,49%. Enquanto isso, o governo faz de conta que está tudo bem e continua focado na política de arrocho fiscal
  • Sob o falso pretexto de “blindar” o BC de “ingerências políticas”, a medida afasta o Estado das principais decisões econômicas do país e sujeita o Banco Central aos “desejos do mercado”, advertem lideranças petistas. “A autonomia proposta é em relação à vontade popular”, afirma o senador Rogério Carvalho (SE), líder da bancada do partido no Senado Federal, que votou contra o projeto
  • Em artigo, o ex-prefeito de São Paulo critica Paulo Guedes e sua agenda neoliberal. “A julgar pelos até aqui tímidos resultados da agenda estatal em defesa da concorrência bancária, a atuação daquela honrada casa de lobby vem dando certo”, aponta. “O spread bancário, que espolia empreendedores e consumidores, continua sendo entre nós um dos mais altos do mundo, apesar das inúmeras medidas tópicas que vem sendo tomadas”
  • A crise sanitária conduzida por Guedes e Bolsonaro aprofunda queda da economia, amplia desigualdade, derruba renda e dificulta vida dos pequenos empresários. Mas bancos continuam ganhando muito: lucro do Santander chegou a R$ 3,8 bilhões. E a instituição não tem pudor em fazer a demissão de trabalhadores
  • Banco Central afirma que crédito no orçamento já está liberado, mas o pagamento dos benefícios em dinheiro vivo pode causar problemas ao sistema bancário. Já Bolsonaro lava as maõs e culpa o povo: “São sete milhões em análise. É muita gente que deu o golpe”. E mais: “Tem erro também do próprio interessado”.
  • Roberto Campos Neto disse a investidores, no sábado, que reduzir as mortes pelo coronavírus é pior para a economia. “A declaração dele mostra que a política desse governo — criminoso e genocida — é não salvar vidas para fazer a economia girar. Isso é muito grave. Ou desmente ou pede demissão”, disse a presidenta do PT